Páginas

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

De malas prontas!


Descobri que o cotidiano, por ser tão corriqueiro é chato. Muito chato, então nestas horas é melhor levantar vôo e alcançar o que almeja. Ou uma viagem para o Taiti, para França, Faixa de Gaza, Afeganistão, Indonésia... Para qualquer lugar onde possamos nos sentir vivos, mesmo que sejam correndo de bombas ou de homens bombas.
Feliz é uma amiga que resolveu da noite para o dia experimentar uma lua de mel com o namorado. Certo? Errado? Certíssima ela vai poder bancar a recém casada e ainda desfrutar de um bom hotel. Quantas não queriam estar no lugar dela neste momento? Eu adoraria (por pura inveja) e nada de me falarem que é inveja boa (branca) ou ruim (negra) inveja é inveja e não se fala mais nisso.
Já pensaram que pessoa mais feliz ela se tornará em míseros 6 dias? Com o homem que gosta, com o amor reinando a todos os momentos, ela sempre linda e ele também andando juntos como recém casados?
Como as pessoas são felizes, como o amor deixa as pessoas lindas e felizes.
Mas lembre-se que isto acaba da mesma forma em que começa. Adoro a frase de Rita Hayworth quando diz: “Os Homens dormem com Gilda e acordam Comigo!” esta frase tem mesmo seu duplo sentido. Este negocio de acordar junto e mesmo terrível, ninguém merece ver as pessoas quando acordam. Deveriam ter leis que proibisse as pessoas de acordarem juntos. Imagina a cara toda inchada, com um hálito de dragão de semana santa (nunca senti e nem tenho vontade) e principalmente toda despenteada e amassada. Tem coisa pior? Não, não tem! E não há amor que resista a tal pesadelo. Então o melhor que se tem a fazer, reserva um outro quarto para garantir tal privacidade ou então acorde antes dele de preferência, umas três horas antes e faça uma visita ao toalete, vire-se do avesso e retorne para cama linda, cheirosa e bem passada com uma nova camisola (seda claro, e igual a que estava na noite anterior) ele vai sempre sentir mais amado e principalmente vai achar que você velou o sono dele pela noite a fora! Mágico e lúdico um ser pensando desta forma. E se por algum motivo resolverem casar por ali mesmo lembre-se que casamento e uma pista de mão dupla onde o homem pode transitar de forma livre e a mulher só mão única.
A parte boa do casamento que se descobre com o tempo que os homens têm grande utilidade: fazer a gente feliz e a outra manter os pés sempre aquecidos quando está frio!
Um papo totalmente feminista para quem ainda acredita em príncipe encantado, mas totalmente correto para quem não quer ser personagem de romances espíritas, de pessoas que desencarnam e reencarnam procurando o seu eu! Vai que isso acontece! Pensando bem ainda prefiro quando o padre fala até que a morte os separe... E por favor, quem chegar ao céu primeiro nada de esperar o outro, a morte já os separou, então cada um na sua e a vida continua na pós- morte! E se tiver que encontrar um grande amor na reencarnação que não procure os mesmos defeitos do outro e nem qualidades e sim algo novo! E viva a democracia! Como vencedor Nº 22! Parabéns!

Um comentário:

sonia disse...

Ja li umas trocentas vezes adoro esse texto LÚ....total razão pra ti!♥