Páginas

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A gente nasce e morre!





A vida tem dois sentidos, a gente nasce e morre! O que acontece neste período entre uma coisa e outra, é que chamamos de vida. A gente cresce, estuda fica educado (às vezes) conhece alguém, se interessa por ele, às vezes casa ou não.
Tem filhos? ou não... Tem um trabalho?...ou não! Mas às vezes é dona de casa! Que também é um trabalho.
ficamos tristes, temos momentos alegres,e tudo mais...
No começo, tudo é lindo... Os amores nem se fala, o desprendimento pelo ser amado é maior ainda. E como nesta fase tudo é belo. Ah! Como as flores são verdes como o jardim é maravilhoso, tudo, mas tudo mesmo! Inicio de relação é lindo!
E ai um belo dia a gente levanta e vê que o ser que escolhemos para viver a vida inteira, já não tem mais, aquele corpo que a gente admirava aquela boca, aquele calor todo, o fato é que aos 18 anos tudo nosso é novinho e durinho e esta tudo em pé, mas com o passar dos anos a lei da atração fala mais alto, e tudo despenca, orelha despenca, cara despenca, bunda alem de despencar ainda cria cova, peito despenca e vira o babado da buceta(vagina) buceta quem tem é menina nova, mulher mais velha tem vagina, um nome horrível que mais parece nome de alienígenas, ou alguma espécie rara de doença. Mas ao contrario do que parecem, os homens não fica muito atrás, tudo deles despenca. O cacete,só pra quem tem entre 18 a 25anos pq. quando chegam à idade adulta 45 anos vira pau... Pior ainda quando chega aos 50 em diante nem caralho e nem pau é apenas raiz. Só enterrada e mais nada, na verdade a única coisa que sobe depois dos 30 é a gengiva.
Enfim a vida segue adiante, mulheres novas com ninfetos MODA! Homens velhos com ninfetinhas (tarado, pedofilia, safado, tio, pegou para criar, corruptor de menores, e inúmeras qualificações que damos ao mundo de homens e mulheres com seus problemas heteros).
Bom! Mas a verdade que tudo isso é apenas mais um filho da puta que envelheceu e criaram todas esta paranóias, que temos em dias atuais...
E o melhor é que seguimos a risca todo este ritual, para ficarmos jovens, belo e principalmente atraente para os olhos do que esta por nos admirar... A nossa loucura pelo principio da estética fala tão mais alto, que fazemos surpreendentemente loucura com tudo que é recurso existente na vida e quem sabe até na pos-vida!
Quando somos novos, temos pique disposição, somos corajosos não tememos nada. Quando envelhecemos, o único pique que conhecemos é das agulhas das vacinas geriátricas.
A nossa coragem é de subir em bancos para trocar uma luz (uma aventura sem fim) e a nossa grande e única disposição é do trabalho para o sofá da sala, que esta muito mais perto do nosso alcance.
As mulheres antes passavam em frente a uma construção para saber se ainda podia ser chamada de gostosa, os homens iam para frente dos bares pra se passarem por garotões.
Hoje ainda continua esta vida... Do mesmo jeito (mocinhas passando em frente a construções e homens parados em frente aos bares tomando o seu wiski caubói) mas om o passar dos tempos por favor não cometam estas loucuras, se for passar que passe perto da feira se for mulher( pq. eles com certeza vão gritar repetidamente “ moça bonita não paga mais também não leva” vai um morango ai senhora, ta uma delicia, (nunca vai saber se é o morango ou você) e outros dizeres subliminar)
Já os homens, nada e nem pensar porta de boates e bares, nada de tomar wiski (centenário ou doze anos) nada de mexer com ninfetas, o melhor que se tem a fazer é ir levar um pique de agulha geriátrica por enfermeiras... Algumas não são ninfetas, mas dão uma bola pra coroa... E a vida segue adiante da mesma forma... a gente nasce e morre, e o que vai entre um meio e outro é que chamamos de vida!

Um comentário:

Gustavo Tredezini disse...

adorei!! cada uma com a buceta que te cabe ne?

ahahah
bjo